Web Designers que adotaram o Flash são Fiéis a ele

:: INTRODUÇÃO ::

Para muitos setores o Impacto Visual é TUDO

Iniciamos esta matéria já agradecendo a quem, de uma forma ou outra, contribuiu com informações para que pudéssemos formatar este texto com o máximo de opinião sincera! Nosso muito obrigado!

Existe hoje no mercado um conflito no tema Web Design acerca do uso da tecnologia Flash.

De um lado há os que tendem para a área da programação, de outro, os que tendem para design, criatividade e visual.

Nisso, uma séria confusão foi constatada e a total falta de compreensão da distinção causa um erro enorme para alguns profissionais.

Essa matéria é para você web designer que quer entender isso melhor, ou para você, que quer um site e não sabe se um site em Flash será sua melhor escolha.

:: FOCO DA DISCUSSÃO ::

Não vamos discutir qual é o melhor, mas qual que se usa e quando

Quero aprender a arte da criação de sites, ou quero um site para minha empresa. Flash, é melhor ou pior que os outros meios de publicar um site?

Gostamos de usar comparativos em nossas matérias, por isso iniciamos esta com a imagem do glorioso Darth Vader em uma Scooter, enquanto o T-800 banca o Exterminador do Futuro em sua Harley Davidson.

Um programador diria: claro que uma Scooter é muito melhor! É bem mais econômica, ágil no trânsito, discreta e mais levinha!

É fato que todo programador sem criatividade usa essa expressão para defender o HTML, ASP, PHP, CSS, Java e muito mais.

Mas temos que concordar, Darth Vader em uma Scooter?? O lado negro da força que me desculpe, mas: "Hasta la vista, baby!".

:: PONTO EM DESTAQUE ::

Escolher é Inteligência. Comparar é Ignorância.

Destacamos que é pura ignorância querer comparar um site em Flash com qualquer outro sistema, ou até mesmo comparar os sistemas entre si.

Cada tecnologia, em sua linguagem, traz consigo pontos positivos e negativos, como tudo na vida.

Já imaginou um fazendeiro comprar um Porsche Cayenne para arar a sua terra, enquanto um playboy quer viajar a Europa em um trator?

É inteligente indagar qual veículo é correto para cada tarefa, mas é uma imbecilidade gigantesca querer definir qual veículo é o mais importante.

Cada macaco em seu galho!! Capisce?

:: O que é o Flash ::

Rapidez, Elegância, Sedução, Certeza, Prazer, Poder, …, …

Flash é uma tecnologia que agrega imagens, vetores, áudio e vídeo em animações, capazes de rodar em camadas, umas sobre as outras, tornando um website muito interativo, cheio de animação e recursos poderosos, graças a linguagem ActionScript.

Com o Flash é possível criarmos desde um simples banner, até games e diversos aplicativos interessantes para sites e inclusive sites completos.

Mas o Flash não é um trator, tem as suas limitações. Por isso podemos chamá-lo de carro esportivo conversível e muito poderoso! Atende muito bem a fins específicos. Para outras finalidades, não serve.

Se o seu interesse é criar sites, ou ter um site, para um mercado que requer grande apresentação visual, com ferramentas e recursos muito poderosos, então o Flash pode ser o que você busca.

:: VISUAL E RECURSOS ::

Recursos de encher os olhos!

Flash realmente é o campeão em recursos áudio-visuais.

Temos que ter em mente que um site precisa cativar o seu cliente, o internauta precisa ter prazer ao navegar no site.

É extremamente importante que haja fascínio visual, ambiente em áudio e tudo mais que seja preciso para prender o visitante o maior tempo possível no site. Tempo de permanência no site é um dos quesitos que mais dá ranking no Google.

É deprimente aquele tipo de profissional preguiçoso que faz sites como se fazia há 10 anos atrás, não sabe o que é fullscreen e no final vira piada… ao invés de perguntarmos "o que é um pontinho verde no oceano" podemos então perguntar:

"o que é um quadradinho em um tela branca", veja:

É lamentável, mas ainda tem gente que faz sites levando apenas em conta o próprio gosto e seu próprio equipamento limitado.

Se você pretende criar sites ou ter um site NUNCA se esqueça que o seu computador NÃO É o mundo! No mundo as telas DWide estão tomando conta, a resolução de 1920 pixels é bem maior que a de poucos anos atrás. Se o seu monitor é dos antigos, a imagem acima pode representar um erro grotesco e isso você deve evitar! Não faça sites para a sua tela apenas. Opte pelo formato de layout líquido (fullscreen) e desde um smartphone até uma tela enorme tudo estará 100% adequado. Fuja dos "quadradinhos na tela branca".

Uma vantagem que só o Flash tem é que o seu criador tem a certeza absoluta de que ele vai abrir igualzinho em qualquer tela ou navegador. Já encontramos centenas de sites com bugs entre navegadores, ou que ficam fora da tela em algumas ocasiões ou perdem funções de um aparelho para o outro. Com o Flash, não tem surpresas!

P.S.: O Flash faz isso e muito bem!

:: 10 LENDAS, VERDADES E MITOS SOBRE O FLASH ::

Para as mentiras, o melhor a ser dito aqui é: Bazinga! (by Sheldon)

No melhor estilo "MythBusters", faremos as perguntas e as respostas, tal como Adam o faria:

1. O Flash vai morrer?

Não, claro que não! As empresas que vivem do Flash nunca deixarão isso acontecer.

2. Mas o Flash não é da Adobe? Por que você diz as empresas?

Não, o formato ".swf" é usado por diversas empresas, por diversos programas, como SlideShowZilla, Youtube, Swish Max e centenas de outras.

Há vários programas que constroem sites inteiros em Flash. Não é somente a Adobe que faz isso e vive do Flash. É uma heresia e tremenda burrice de Steve Jobs falar em "Flash" e atribuir tudo a Adobe, como se ela fosse a única no universo.

3. Por que falam que vai morrer?

Primeiro, lembre-se que se você quiser quebrar um banco, saia dizendo que ele vai quebrar (já ouviu isso?). Foi o Jobs fez e alguns programadores mais toscos acompanharam o raciocínio.

Segundo: mas saiba que não basta dizer que vai quebrar, um banco sólido não quebra com mentiras.

4. Mas por que falam?

A linguagem futura que promete tomar conta da internet (lá pelo ano 2015, mas a promessa é 2012) é o HTML5, saiba mais sobre ele clicando aqui.

Mas isso não quer dizer nada. O Flash funciona 100% bem nesse meio, já que poderá ser exportado para HTML5 (a Adobe anunciou isso em abril de 2010) e até lá (2012) qualquer tolo sabe que o Flash evoluirá muito! Tanto que agora podemos contar até com o Flash 3D! (Lançamento oficial em outubro de 2010).

5. O Flash é mais pesado?

Não! Tal como qualquer outro tipo de linguagem.

O que pesa mais: 1Kg de algodão ou 1Kg de chumbo??

É o mesmo com o Flash, "oras, pois".

Se o web designer não tiver cautela e usar muitos recursos, vai ficar pesado, tanto para carregar o site quanto para o processar tantas informações.

A leveza e a rapidez do site em Flash só depende do grau de profissionalismo e a competência do seu criador!

6. Mas e o Google, como ele pode indexar sites em Flash?

Isso já foi respondido há anos, pena que ainda tem gente que mente sobre isso.

Flash, para o Google, é um site normal! É indexado e recebe ranking tal como qualquer outro!

7. Mas e o lance do Flash não ter direcionamento de URL para determinada página ou conteúdo?

Por isso é importante o web designer estar antenado e reciclar sempre seu conhecido, para não sair por aí falando besteira.

Há recursos simples, como o SWFAddress – Deep linking for Flash – que faz isso. É só não ter preguiça e ser profissional o bastante para saber usar.

Criar um bom SiteMap, criar TAGs, introduzir as ferramentas de webmaster do Google no site, linkar destinos finais em comandos Robots e outras cautelas assim funcionam muito bem e eliminam qualquer chance de erro no apontamento da página de destino.

8. iPad e iPhone não rodam Flash?

Oficialmente, não roda. Isso foi uma decisão pessoal do Steve Job por causa de um problema pessoal dele com a Adobe, saiba mais aqui.

Os dispositivos rodam Flash sim, tanto que já vem de fábrica com Youtube, que usa Flash!

Mas o iGod Jobs fez essa determinação por capricho, mas vem voltando atrás, depois de uma gigantesca queda das ações da Apple, e já declarou publicamente que aceita aplicativos em sua Apple Store feitos a partir do Flash (depois disso as ações subiram novamente – coincidência?).

Diz o Jobs que o Flash é tecnologia fechada da Adobe e que os Macs não funcionam bem com ela… pura palhaçada!

Tanto é assim que diversas outras empresas possuem programas que criam soluções em .SWF, ou seja, se a Apple não tem a sua própria solução para produzir um arquivo em Flash é porque não quer! Quem conhece a arrogância de Jobs sabe que ela só é comparável com a sua própria genialidade. Lamentável.

Saiba mais sobre o Flash nos dispositivos clicando aqui: para iPhone ou para iPad.

9. Feito um site em Flash, o meu cliente precisará do web designer para sempre para fazer alterações?

Claro que não! O Flash é muito poderoso para trazer uma limitação tão tola como essa.

Isso é assunto de programador que não sabe fazer nada no Flash, além do arroz-com-feijão.

O Flash pode ter todo o seu conteúdo como imagens, vídeos, músicas, textos e tudo mais em arquivos separados. Aliás, esses arquivos podem ser agregados a banco de dados, arquivos em .XML  e muito mais!

O cliente só precisa trocar a foto na pasta de imagens, ou a música da seleção musical ou o texto em um .txt e pronto! Está atualizado! Permanece inalterado o conteúdo apenas que garante o bom funcionamento do site e os direitos autorais do criador (nós recomendamos isso).

10. Então posso investir tranquilamente no Flash?

Claro! Ou você acha que o Google é louco o suficiente para investir em algo que estaria morrendo? Veja o que o Tecnoblog publicou em setembro de 2010, clicando aqui (o conteúdo em resumo é: Erich Schmidt, CEO do Google, afirmou: “O Flash é claramente um problema para a Apple, mas nós o amamos e ele roda extremamente bem no Android").

Só não gosta do Flash quem não sabe fazer um bom site com essa tecnologia, ou os seus concorrentes!

:: FLASH E DISPOSITIVOS MÓVEIS ::

Se é móvel… é um caso a parte!

Somos da certeza que quando se trata de dispositivo móvel tudo muda!

Aí, Flash ou não, o site feito para computador perde seu correto valor. Por que?

Porque um dispositivo móvel induz ao pensamento lógico que a pessoa que está acessando o site com algumas desvantagens, como:

1. Tela pequena;

2. Processador limitado;

3. Conexão possivelmente mais lenta que a tradicional.

Daí, não importa a linguagem, não importa se é flash ou não!

Recomendamos que seja refeito o site, se seus visitantes começam a acessá-lo por dispositivos móveis. A melhor forma de saber sobre isso é ter um Google Analytics em seu site.

Blogs como o WordPress possuem plug-in que fazem isso automaticamente, ajustando o conteúdo do blog para os dispositivos móveis, como na imagem abaixo, tirada do portal Mega Noivas (www.meganoivas.com.br/blog).

Tela e conteúdo ajustado apropriadamente:

Outra possibilidade é o web designer fazer isso no código do site e redirecionar o visitante conforme o seu dispositivo. Um exemplo disso é o site DD Website (www.ddwebsite.com.br), especializado em criação de sites em Flash, mas se você acessá-lo usando um iPhone ou iPad… ele o redireciona a um sub-site, feito em .ASP, que roda personalizado para iPads e iPhones.

Assim, é possível criar um ambiente web próprio para esses dispositivos, para se ajustarem perfeitamente nas telas pequenas, com processadores mais simplórios e com menor custo para carregamento – para quem usa conexão móvel.

Já imaginou seu cliente com pressa, no meio da rua, querendo o número do seu telefone e ao entrar no seu site ele tem que baixar um monte de imagens, textos enormes, músicas e talz?

A nossa experiência nos mostra que esse cuidado em atender a este público específico é altamente importante.

O mundo não tem que se adaptar ao seu site, é o seu site que precisa estar acompanhando o mundo! Nem que isso revele a necessidade de você ter sites diversos, para momentos e usuários diversos.

:: FLASH É O GRANDE CAMPEÃO???:

Mais uma vez, vamos repetir, não há competição!

Como já dissemos no início não é certo comparar ferramentas, cada uma delas tem um papel e deve ser empregada conforme a solução de cada caso.

Vamos listar algumas situações que nós, particularmente, acreditamos que não seja um caso para um site em Flash:

1. Sites com muito conteúdo diferenciado (isso complicaria na indexação nos sistemas de busca);
2. Sites com vendas virtuais (complica na hora de inserir cálculos de quantidade, peso, carrinho de compras e sistema de pagamento);
3. Sistemas que exigem programação avançada (companhias aéreas, com vôos, horários, bilhetes, reservas e outras que interagem com banco de dados);
4. Sites que desejam atingir todo o mundo usando linguagem por tradução automática, pois no Flash não dá para autorizar tradução automática Google (ao menos por enquanto);
5. Sites que precisam agregar ferramentas de terceiros, como Adsense e outros métodos de compartilhamento de conteúdo entre sites.

Para esses casos, recomendamos linguagens mais seguras como o ASP e PHP.

:: DIREITO AUTORAL ::

Vantagem para o criador web designer

Nós, do Grupo DoutorD., sempre trabalhamos com muita honestidade, honra e prestígio no mercado.

Mas sabemos muito bem que não são todos os "profissionais" do mercado que agem com o mesmo profissionalismo adequado.

Já fizemos sites em linguagens abertas e após entregar ao cliente o que aconteceu?

Simples, seu funcionário ou webmaster trocou o "nosso nome" pelo "dele", nos créditos do site.

Pior, ele colocou no portfólio dele, como ele tivesse feito um site com aquela qualidade.

O que vamos fazer? Ingressar com demanda judicial invocando as Leis 9609 e 9610, ambas de 1998, para reivindicar o direito autoral?

Esse seria o certo, mas o desgaste não compensa.

Tivemos outros casos em que o cliente por conta própria tentou fazer alterações no site, sem conhecer o código. O que aconteceu?

O site todo saiu do ar! Alegou o cliente que era "bug" do site e ingressou com reclamação no PROCON, querendo que arrumássemos tudo novamente, sem custo algum. Que desaforo!

Outros casos não chegaram a tanto, apenas deixaram o site horrível, com bug, links quebrados, páginas fora do ar.

E o nosso nome lá no final da página! Como se nós tivéssemos entregado o site naquelas péssimas condições.

Quer proteger seu nome, o nome da sua empresa, a qualidade do seu trabalho, a confiabilidade do seu portfólio e até mesmo o seu direito autoral?

Use o Flash em estrutura fechada. O seu cliente sai ganhando. Você e a sua empresa saem ganhando.

Quer saber tudo sobre proteção jurídica do seu trabalho em um livro grátis e em linguagem muito amigável? Clique aqui, para baixar gratuitamente o livro completo "Proteção Jurídica de Software", escrito por Alexandre C Ferrari, o fundador do Grupo DoutorD.

:: CONCLUSÃO ::

Enfim, o Flash é uma ferramenta poderosa, que não serve para todos os nichos e setores.

É preciso saber o público alvo para então saber se é recomendável o uso do Flash.

O Flash não vai morrer e vai crescer muito ainda.

Desculpem o tamanho desta matéria, mas a intenção era dissecar o assunto até todas as dúvidas serem finalmente respondidas!

Obrigado por sua companhia nessa matéria!

Abraços,

DD.

 

 

Deixe uma resposta