Smartphone

Apple vs Adobe – o Flash vira o queridinho da Aliança Apple Killer

CEO da Microsoft, Steve Ballmer, e o CEO da Adobe, Shantanu Narayen, se encontraram no início de outubro de 2010, com um tópico a ser discutido de portas fechadas: APPLE.

Poucos dias antes, Erich Schmidt, CEO da Google, afirmou publicamente que ama o flash e com o Android tudo vai bem!

De repente a Adobe ficou de "munição extra" nessa guerra pelo mercado dos smartphones.

A Apple queria o fim da Adobe e seu Flash, por agonia que carrega de seu passado. Por isso, comprou uma briga com ela e seu Flash.

Prometendo ridicularizar o Flash, proibiu a aplicação em seus aparelhos iPhone, iPod e iPad.

Pior, prometeu liberar uma solução ainda melhor, gratuita e futurista, chamada: Gianduia.

Liberou como prometido, mas… não teve qualquer alarde no mundo, nem no universo dos programadores ou webdesigners. Tanto que muitos nem ficaram sabendo do lançamento, abafado, do Gianduia.

A Adobe e seu Flash, continuou sua saga, segue agora com o lançamento do Flash 3D e, por ironia do destino, a "esnobada" Adobe virou a queridinha das maiores empresas do mundo!

Primeiro veio a Google e fez uma aliança sólida e pública, para trabalharem juntas no crescimento do Android.

A Microsoft, que nunca foi boba, aproveitou e correu para um cafezinho. Afinal, com o lançamento do Windows Mobile 7, toda aliança é bem-vinda!

Como a Google e a Microsoft não competem com a Adobe, viram uma grande solução na união, combatendo o crescimento do iPhone para vantagem mútua.

Sábias as palavras proferidas por Alexa Woods, personagem de Sanaa Lathan, em Alien vs Predator (2004): O inimigo do meu inimigo é meu amigo.

Assim começa uma terceira fase nessa gerra que promete trazer muitos benefícios a nós, consumidores! E alguns ainda arriscam ir mais longe e dizer:

Começa agora a A Aliança Apple Killer.